Ecosystem Ltda - 2016 © Todos os direitos reservados
Rua Dr. Pamphilo D'Assumpção 268 Curitiba - Paraná
Tel.: (41) 3398-5575 - [email protected]

Produzido por Hikari Studio

Clipping: Ecosystem é absolvida de fazer parte de suposta máfia do lixo

Investigação prova o não envolvimento da empresa na máfia do lixo - 9 dezembro, 2015 às 11:41  |  por Fernando Tupan

Em 2009 foi amplamente divulgado na imprensa um suposto esquema relativo a coleta de lixo em São José dos Pinhais. Na época, a empresa Ecosystem Serviços Ltda foi acusada de recolher lixo em empresas e em outros municípios como se fosse nessa cidade da região metropolitana de Curitiba. A denúncia foi para justificar o rompimento do contrato e a formalização de outro ajuste “emergencialmente” com uma nova. Ocorre que após 6 anos houve decisão favorável à Ecosystem, já que não houve nenhuma irregularidade.

A investigação durou 2 meses, com escutas telefônicas, quebras de sigilo bancários e recolhimento de computadores na empresa. Em 2010 os levantamentos investigatórios de provas foram concluídos. Mas apenas 5 anos depois, em outubro de 2015, a juíza Luciani Regina Martins de Paulo arquivou o processo, já que o parecer emitido pelo Ministério Público não apontou nenhuma irregularidade.

Diante da inegável crise moral que marca o momento atual de nossa sociedade é muito fácil ser confundido com um bandido. Basta uma denúncia anônima e nenhuma prova consistente para que uma empresa, tal como a Ecosystem, amargue 6 anos de descrédito moral perante o meio em que atua, sem nada dever, apenas foi atingida com o objetivo de criar um motivo para colocar em seu lugar uma nova empresa.

Este é um caso que nos faz refletir o quanto o nosso sistema propicia injustiças e, o mais importante, este caso é um alerta para os órgãos de controle (Tribunal de Contas, Ministério Público, Imprensa, etc), que devem adotar a maior cautela para não serem utilizados como instrumento para grupos políticos criarem fatos negativos contra seus adversários, ou então, construírem falsa imagem e arranhar a idoneidade de empresas que trabalham para o Poder Público, com o único propósito de colocar em seu lugar as empresas apadrinhadas.

Para as empresas sérias e idôneas, tanto mais as que trabalham com o poder público, a divulgação de fatos como este, mesmo que após haja a absolvição total acaba com a reputação, as manchas, levarão anos para serem superadas e para a confiança do mercado ser restabelecida.

A sociedade civil confia plenamente no trabalho que a Justiça, o Ministério Público e a Polícia Federal estão levando a cabo em no Brasil, entretanto é preciso ser cuidadoso ao aceitar denúncias fundadas exclusivamente em revanchismo ou interesses políticos. Além disso, é preciso agilidade na tramitação como vem fazendo o Juiz Sergio Moro. É preciso separar o joio do trigo, porque ainda que possa parecer difícil acreditar, ainda existem empresas sérias, assim como ainda existem pessoas de bem na política,

Isso porque precisamos cada vez mais destas pessoas envolvidas na coisa pública. Ocorre que as pessoas e empresas “de bem” se acanham e resistem em entrar na política, diante da facilidade com que a sua reputação pode ser destruída por um ato leviano e revanchista vindo da banda podre do poder.

Inegavelmente é um desafio ao Ministério Público, Imprensa e outros órgãos: separar o joio do trigo para não permitir esta intimidação desonrosa e desastrosa para a recuperação da ética na gestão pública.

Fonte: http://www.bemparana.com.br/tupan/ecosystem-e-absolvida/